ALFAIATARIA

Ainda era Janeiro de 2015 quando recebemos um telefonema dos amigos da Perestroika, de Belo Horizonte. “Estamos nos mudando para essa casa, uma antiga alfaiataria, vocês precisam conhecer, ver o que pode ser feito…”. A casa em questão – ou casarão – era do saudoso alfaiate Hermano, uma figura emblemática da alfaiataria brasileira, e pai do icônico artista local Marcelo Blade.

 

Quem nos recebeu foi Lucas Durães – neto do Hermano, filho do Blade – e apresentou um conjunto de possibilidades que pareciam imaginárias. “Estamos pensando em transformar a casa em um espaço colaborativo de várias empresas. Uma sala de aula, uma loja, um bar, um espaço de reuniões…”. Lucas é idealizador do Guajajaras, um harmonioso espaço de coworking no Centro de BH.

A Perestroika, escola livre de Porto Alegre (que oferece cursos bem periculosos), assumiria o galpão, no segundo andar, como sala de aula. O Guajajaras, além de fazer a gestão da casa com a Perestroika, ofereceria mais um espaço harmonioso de coworking. E o quartoamado, bem, “vocês estão livres para viajar com a gente”. Foi o que ouvimos.

 

Assim nasceu a nossa segunda galeria de arte em Belo Horizonte. E assim nasceu a nossa segunda loja, a Quarto de Prova, que funcionou onde o Hermano atendia clientes como JK, Anastasia e outros figurões que jornais de época podem comprovar. Tudo com um singelo porém: “Poderemos funcionar entre Abril e Junho apenas. Depois a casa vai virar prédio”. Ou tédio.

 

Não bastasse as empreitadas de pensar uma nova galeria e uma nova loja, decidimos aproveitar a ocasião para parir a irmã mais nova do quartoamado – a AMDO – galeria de moda contemporânea. Respirando os ares de moda deixados por Hermano, realizamos um desfile para (re)inaugurar o casarão, no dia 9 de abril de 2015, apresentando os estilistas Ana Barros, Camila Interlandi, Carlos Penna, Gui Legnani e o convidado especial Marcelo Blade. O AMDO nasceu com a premissa de articular jovens designers locais, a partir de ações que possam repensar maneiras de se ver e consumir a moda local. O desfile aconteceu paralelamente ao Minas Trend. E foi um sucesso.

 

A Quarto de Prova abriu as portas junto com a casa.  Cemporcento voltada para designers locais, foi uma comprovação física e real da potência criativa que respira Belo Horizonte. Tivemos 16 marcas participantes. Da moda, Ana Barros, Blade, Camila Interlandi, Carlos Penna, Gui Legnani, Hermética, NUU Shoes, Another T, Potti Romã, Luana Jardim e Volver. Do mobiliário, Cultivado em Casa e Thales Pimenta. De objetos maravilhosos, a Pomelo. Da arquitetura e publicações independentes, o PISEAGRAMA. E de gastronomia, o ítalo-brasileiro La Tartuferia.

 

Já a galeria de arte foi inaugurada no dia 17 de abril, com a Exposição Em Processo. Os artistas Clara Valente, Carlos Queiroz, Marcelo Blade, Emanuel Mosh e Alexandre Rato se revezaram em pinturas ao vivo, livremente, durante uma noite de música e projeções. Duas semanas depois, no dia 01 de Maio, abrimos uma exposição solo da Clara Valente, com participação especial da banda BAUM. Foram ao todo 6 exposições, neste período de 3 meses.

 

Vítima da especulação imobiliária e de uma cidade que preza pela verticalização em lugar do afeto provinciano de casarios, lojas de rua e encontros gratuitos, A Alfaiataria foi entregue à engenharia na primeira semana de Julho. Antes disso, a casa funcionou como sala de aula, coworking, bar, estúdio de tatuagem do Matheus Dias, feiras, festas e inferninhos esporádicos na lavanderia.

 

Existiu como um espaço de trocas, diálogos e compartilhamentos de sonhos e carinhos de uma capital imaginária – e possível. Discutindo a cidade, as viabilidades e as diretrizes para reinventar nossa existência nos espaços públicos e privados. Sem muro, sem fila, sem cartela, sem carimbo, sem entrada, sem saída. A favor de um Horizonte aberto e permissivo. Era só chegar chegando!

EXPOSIÇÃO EM PROCESSO

Exposição de processos criativos com os artistas Alexandre Rato, Carlos Queiroz, Clara Valente, Emanuel Mosh e Marcelo Blade

CLAREIA

Exposição da artista plástica Clara Valente contou com participação da Banda Baum, de Belo Horizonte.

LUGAR

Action paintings do artista Henrique Bastos

FASHION IS NOT AN ART FORM

Três projetores transmitiram simultaneamente uma série de vídeos de moda e vídeos-colagens do filmmaker Paulo Raic

PLANTIONÍRICO

Exposição de pinturas em grande formato do artista quartoamado Thiago Alvim