Skazi Walls

 

O Skazi Walls é um projeto idealizado pela Skazi em parceria com a Galeria quartoamado que transformou um dos espaços da nova fábrica da Skazi em um corredor de arte mural. Em uma residência artística de 7 dias, 13 artistas interviram nas paredes da fábrica com suas identidades, técnicas e experiências.
Mais de 1.000m² de paredes, janelas e portões foram transformados em painéis de tamanhos variados. Este projeto marca um novo momento da Skazi, onde a sustentabilidade e a responsabilidade social se concretizam em todas as atividades da produção.

Skazi

 

Desde 1993, Skazi tem sido sinônimo de sofisticação e qualidade, com estilo eclético e contemporâneo. Ana Paola Murta, sócia e diretora da marca, tem como propósito “deixar as mulheres ainda mais femininas e lindas”.
Hoje, são mais de 600 pontos de venda de Atacado, 25 anos de história, presença em mais de 13 países. Vander, sócio e diretor da marca, sempre está visionando novos caminhos para a marca. O mais recente é a aquisição de uma nova fábrica, com mais de 3.000 metros quadrados e com produção totalmente verde através de painéis fotovoltaicos.

quartoamado

 

quartoamado é uma galeria de arte de Belo Horizonte, criada em 2012 para desenvolver projetos que tornem as artes plásticas mais próximas e presentes no cotidiano das cidades e das pessoas.
Em paralelo às ações de arte pública e educação do Instituto Amado, a galeria desenvolve projetos comerciais conciliando a identidade de seus artistas com a demanda do cliente. O quartoamado trabalha arte como uma ferramenta de educação, conectividade e transformação

ARTISTAS

Alexandre Rato
Baba Jung
Clara Valente
Daniel Jack
DMS
Gabriel Dias
Helder
Helder Cavalcante
Joao Maciel
João Maciel
Maria Clara Cheib
Bolinho SQ
Maria Raquel Bolinho
Thiago Alvim
Thiago Alvim
Wanatta SQ
Wanatta
Zi Reis SQ
Zi Reis

Alexandre Rato

Artista plástico, músico, produtor multimídia e poeta urbano formado pela Escola Guignard, Alexandre Rato produz arte compulsivamente. Por onde passa deixa ruídos, rastros e pistas para os transeuntes atentos das cidades. Utiliza tudo como suporte para a criação artística, trabalhando com stencil, colagem, pintura, assemblage e técnicas experimentais.

 

*O mural é uma colaboração entre Alexandre Rato e Helder Cavalcante.

Baba Jung

Baba desenvolveu seu trabalho por meio de viagens e experiências. Percorreu o mundo por mais de 11 anos e morou na Gâmbia, França, Espanha e Alemanha. De volta ao Brasil em 2010, encontrou no muralismo seu suporte natural. No ateliê se destacam os trabalhos de escultura e pintura em chapas metálicas.

Clara Valente

Formada em Artes Plásticas pela Escola Guignard, Clara especializou- se em Pintura e Desenho. Seu trabalho traduz paisagens lúdicas e libertinas em geometrias orgânicas, com alta referência e influência das montanhas de Minas Gerais. É uma retratista da natureza, buscando sempre diálogo com o suporte e contexto da pintura.

Daniel Jack

Daniel Jack sempre defronta as texturas das superfícies, que por algum motivo foram esquecidas. Questões que os artistas urbanos, geralmente enfrentam antes de começar as suas intervenções. Porém uma dessas situações chamou mais a sua atenção: as camadas de cartazes rasgados. Daniel viu as infinitas possibilidade de combinações inusitadas entre imagens e cores. Como diz o artista, “Me interessa o fato de que uma única imagem pode abrigar muitas outras imagens distintas”.

DMS

Da classe de 1982 o artista Davi de Melo Santos ingressou no universo da arte urbana ainda no fim da década de 1990. Durante estes vinte anos, o artista levou seu trabalho além do continente americano, chegando a realizar murais e exposições na Ásia, Oriente Médio e Europa, aonde residiu por seis anos. Sua obra hoje, madura, aborda grandes temas da questão humana como a espiritualidade e a diferença étnica e cultural.

Gabriel Dias

Natural de Belo Horizonte, onde reside e trabalha, Gabriel é um artista autodidata que desenvolve sua pesquisa buscando a relação entre o ser humano, a natureza e suas ancestralidades. Gabriel realiza trabalhos de muralismo, intervenção urbana, desenhos, pintura em telas e outros objetos.

Helder Cavalcante

Observador inóculo do cotidiano das cidades, Helder Cavalcante tem um trabalho dedicado a retratar e imaginar personagens urbanos conectados à floresta ou a causas sociais. Sempre com referências ou celebrações à literatura dos nossos tempos, as pinturas murais de Helder soam como confidências despejadas em um fragmento de papel. É a imaginação fluida, a calmaria entre o caos.

 

*O mural é uma colaboração entre Alexandre Rato e Helder Cavalcante.

João Maciel

João Maciel é um artista de composições místicas e espirituais. Tem bacharelado e pós-graduação em Artes Plásticas e Contemporânea pela Escola Guignard, com experiência no Brasil e exterior, e desenvolve trabalhos em plataformas diversas, contemplando desde desenho à pintura, escultura, ações e instalações.

Maria Clara Cheib

O processo criativo de Maria Clara Cheib começa inspirado pela mãe natureza. A força que nos une às nossas próprias origens, as raízes individuais. Seus projetos caminham junto com a botânica, trabalhando em suportes diversos, desde a folha de papel, até murais em grande formato.

Maria Raquel Bolinho

Maria Raquel Bolinho é uma das principais artistas do cenário mineiro e nacional. O Bolinho, personagem inventado por ela e que pinta com frequência, nasceu em 2009 e rapidamente foi se multiplicando. Atualmente já foram pintados mais de 600 personagens, que podem ser encontrados por toda Belo Horizonte. Sempre com cores vibrantes e traços fortes, eles são apresentados nos mais variados suportes artísticos e urbanos, deixando as ruas mais doces.

Thiago Alvim

Nascido em Ouro Preto, Thiago é Bacharel em Artes Plásticas pela Escola Guignard e desenvolve trabalhos de intervenção urbana, muitas vezes dialogando com o suporte escolhido, criando uma relação direta com os espaços por onde passa. No ateliê tem uma pesquisa e produção onde outros suportes móveis ganham imagens que refletem sensibilidades e símbolos como a dança, natureza, fantasia, recortes e texturas.

Wannata

Wanatta Rodrigues é uma das grandes revelações da arte urbana mineira nos últimos anos. Desde 2014 faz dos muros de Belo Horizonte suas maiores telas. Seu trabalho forte e sensível aborda questões étnico-raciais, utilizando de cores como ferramentas de reafirmação dos corpos negros e periféricos nos territórios urbanos.

Zi Reis

Poeta, videomaker, fotógrafa e artista visual, Zi Reis vem se destacando como uma das artistas mais prolíficas de Minas Gerais. Em circulação pelo Brasil, Zi trabalha em telas e murais de grande formato que sempre abordam figuras femininas.

Você escolhe o melhor mural!

Esta votação é uma disputa saudável, que busca estimular a disseminação e a valorização das pinturas realizadas. O artista com o mural mais votado poderá ser responsável pela criação de uma coleção cápsula, juntamente com a equipe de estilo da Skazi.